Devido a uma estratégia de gestão inovadora, a FAO, em colaboração com o Governo do Estado do Paraná e Itaipu Binacional, criou a Unidade de Projetos da FAO para a Região Sul do Brasil, com sede em Curitiba e uma unidade descentralizada em Foz do Iguaçu, no Parque Tecnológico de Itaipu.

A partir deste esforço conjunto foi desenvolvida a Plataforma de Boas Práticas para o Desenvolvimento Sustentável, cujo principal objetivo é disseminar boas práticas sobre desenvolvimento sustentável realizadas na região sul do Brasil, com o foco principal em entidades, funcionários públicos e agricultores na América Latina e África.

A fim de que as pessoas, organizações e governos possam ter acesso a uma informação clara, que permita compreender a prática e verificar se a mesma pode ser desenvolvida em um determinado contexto, é necessário que haja um bom roteiro de apresentação da prática, capaz de relatar quais são as características principais e resultados alcançados, daí a existência de um Formulário de Identificação da Boa Prática.

Este documento tem como objetivo ser uma ferramenta de trabalho facilitador das entidades que pretendam apresentar prática(s), conferindo uma maior eficácia na descrição do(s) cases.

 

Conhecendo o Ambiente Virtual

Recomendamos que a entidade conheça o ambiente, navegando os vários itens e subitens do menu, antes de preencher o Formulário de Identificação de Boas Práticas e enviá-lo para análise.

A seguir vamos apresentar o ambiente, os seus itens e subitens, para que a entidade possa entender melhor o propósito desta plataforma e, assim, descrever melhor a sua prática.

 

Item Home

Na página de abertura da Plataforma de Boas Práticas para o Desenvolvimento Sustentável, o item inicial, estão contidas as informações gerais sobre a Plataforma, bem como notícias e informações sobre a Unidade de Coordenação de Projetos da FAO para a Região Sul do Brasil.

 

Item Áreas Temáticas

Permite o acesso a cada uma das áreas temáticas, a saber: agricultura; energias renováveis; inclusão sócio-produtiva; meio ambiente; segurança alimentar e nutricional. A entidade proponente pode obter mais informações sobre cada uma das áreas temáticas com a leitura de um texto explicativo, permitindo profundidade a partir das sugestões de referências para a investigação. Em seguida, são apresentadas as práticas para cada área.

A leitura cuidadosa de cada área temática vai ajudar a entidade a definir qual é o tema principal da sua prática, em caso de dúvida.

 

Item Programas

Esta seção apresenta as práticas sistêmicas, programas abrangentes, classificadas desde a sua amplitude que deve ser apresentado de modo que torna-se compreensível que as diversas práticas são integradas e incorporado na plataforma para o desenvolvimento do trabalho de Prática Sustentável e não isoladamente, mas vai ser muito maior se conhecido e explorado no contexto.

 

Item Participantes

Nesta seção estão as entidades que integram a Plataforma de Boas Práticas para o Desenvolvimento Sustentável, sendo possível estabelecer uma conexão direta com seus sites.

Há 02 categorias de participantes: "mantenedores" e "instituições parceiras".

 

Item Saíba Mais

Neste item são contidas as informações-chave sobre os conceitos adotados, o modelo de gestão, os processos de participação prática e de avaliação, pelo que a sua leitura atenta por parte da entidade que propõe a apresentar uma prática tendo em vista a sua inclusão na Plataforma de Boas Práticas para o Desenvolvimento Sustentável , é essencial.

Subitem "Conceitos e Objetivos" apresentam-se as boas práticas e conceitos da própria plataforma, bem como os seus objetivos.

No subitem "Governança" é apresentada como a gestão da plataforma acontece, suas instâncias e responsabilidades.

No subitem "Como Participar" existem informações básicas necessárias para a entidade  apresentar a (s) prática (s) tendo em vista a sua  tomada de decisão de inclusão na Plataforma.

No subitem "Avaliação de Boas Práticas" é apresentada a informação mais relevante no processo de avaliação visando a inserção na Plataforma de uma boa prática. A descrição dos critérios de avaliação definidos na íntegra em Anexos do subitem (abaixo).

No subitem "Anexos" estão a incorporação e gestão de documentos de plataforma, sua "Carta de Princípios" e "Estatuto Social" e a autorização dos Termos de Uso de Imagem  e Divulgação de Informações,  Critérios de Avaliação Prática, (como explicado acima) e Fluxo de Contato.

No subitem "Links" existem acessos a vários sites onde o usuário pode obter informações mais detalhadas sobre os temas trabalhados na Plataforma.

 

Item Formulários

Neste item, há o próprio formulário que deve ser preenchido pelas entidades proponentes.

 

Item Fale Conosco

A conclusão da informação contida neste artigo estabelecendo contato com a Plataforma de Boas Práticas para o Desenvolvimento Sustentável. Todos os contatos apresentados, quer por intermédio deste item, seja através de outras opções disponíveis on-line, será direcionado para a Unidade de Coordenação de Projetos da FAO para a Região Sul do Brasil, mediador e gerente da plataforma.

Considerando que um dos objetivos do Fale Conosco 'é fornecer o agendamento de visitas em caso de interesse a uma determinada prática. À medida que avançamos os contatos entre a Unidade da FAO para a Região Sul e a entidade interessados ​​em visitar, a entidade proponente de prática vai integrar as negociações, sendo responsável pela programação e coordenação da execução de eventual visita, conforme explicado em contato Flow (item Saiba mais ,  subitem Anexos).