Para participar é necessário ser uma entidade constituída - pessoa jurídica – que apresentará práticas que possam ser publicadas (inseridas) como "Boas Práticas", após avaliação prévia. 

 

Uma vez autorizada a publicação da prática, a entidade será convidada a ser signatária da Carta de Princípios da Plataforma de Boas Práticas para o Desenvolvimento Sustentável, tornando-se uma Entidade Parceira, com as seguintes atribuições:

a) ter sua logomarca constando da página de Entidades Parceiras do ambiente virtual, divulgada e acessível mundialmente;

b) ter a(s) prática(s) integrando o rol de boas práticas da Plataforma de Boas Práticas para o Desenvolvimento Sustentável e, consequentemente, tornando-se divulgada(s) e acessível(is) mundialmente;

c) ter a oportunidade de ter sua prática replicada em outras regiões e/ou nações;

d) ter a oportunidade de receber missões de outras regiões e/ou nações, para apresentar in loco determinada(s) prática(s);

e) ter os direitos autorais e intelectuais preservados, sabendo que os créditos constarão nas eventuais peças de divulgação da Plataforma de Boas Práticas para o Desenvolvimento Sustentável

 

A entidade precisará autorizar o uso de imagem e divulgação de informações sobre sua instituição e as práticas indicadas por meio do preenchimento do Termo de Autorização de Uso de Imagem e Divulgação de Informações – Pessoa Jurídica e, ainda, obter junto aos executores das práticas as devidas autorizações para uso de imagens e divulgação de informações, consubstanciadas no documento. 

 

As Entidades Parceiras poderão retirar-se da Plataforma de Boas Práticas para o Desenvolvimento Sustentável juntamente com as práticas apresentadas ou, ainda, orientar a retirada de uma ou mais práticas dentre as que tiver apresentado, mediante comunicação por escrito ao Comitê Estratégico por seu representante legal.