A partir da necessidade de garantir o abastecimento das comunidades rurais com água de boa qualidade, o Município de Guaraniaçu implantou no ano de 2009 um projeto de incentivo a proteção de nascentes, com adoção da técnica de proteção com solo-cimento.

Desde então, aproximadamente 350 propriedades do município foram beneficiadas com o projeto, num total de 400 nascentes protegidas até o ano de 2014, prática que vem reduzindo o risco de escassez de água no meio rural.  

 

A - Informações gerais

 

INÍCIO: 05/2009 (em andamento)

ENTIDADE EXECUTORA: Município de Guaraniaçu - Paraná

PARCEIROS: Casa Familiar Rural/Educação no Campo; Sistema de Cooperativas de Crédito Rural com Interação Solidária - CRESOL; Cooperativa Leite Agricultura Familiar Com Interação - COOPLAF

APRESENTADO PORCelis Glavia de Souza 

RECURSOS: Próprios

FAIXA DE VALOR: Até U$5.000,00 (por unidade construída)

CATEGORIA: Projeto

ÁREA TEMÁTICA PRINCIPAL: Meio ambiente

PALAVRAS-CHAVE: Solo-cimento; Qualidade da Água; Proteção de Nascentes; Município de Guaraniaçu; Escassez.

PÚBLICO-ALVO: Agricultores e demais residentes de áreas rurais. 

ABRANGÊNCIA GEOGRÁFICA: Municipal

ÁREA ESPECÍFICA DE IMPLANTAÇÃO: Município de Guaraniaçu 

 

B - Descrição da prática

 

1- ANTECEDENTES

No Município de Guaraniaçu, localizado na Região Oeste do Estado do Paraná, quase metade da população reside em áreas rurais, onde grande parte da água potável utilizada para consumo humano e nas atividades econômicas das propriedades é obtida através da captação de poços artesianos e nascentes. Em geral, a água quando captada das nascentes é apenas canalizada e direcionada aos principais pontos de uso, estando suscetível a contaminação. O processo de contaminação acontece principalmente por conta do acesso de animais de sangue quente aos locais próximos dos pontos de captação de água expostos e sem tratamento. As fezes destes animais, após a ocorrência de chuvas, podem contaminar as águas se o ponto de captação não estiver devidamente protegido. 

A partir da necessidade de garantir a qualidade da água consumida pela população estabelecida nas áreas rurais do município, demonstrando aos agricultores e pequenos proprietários rurais a importância do consumo de água potável de qualidade e baseado no desenvolvimento de experiências regionais, o Município de Guaraniaçu implementou um projeto para incentivo e auxílio aos moradores das áreas rurais do município na proteção de nascentes e tratamento das suas águas através da aplicação da técnica de solo-cimento. 

 

2- OBJETIVO GERAL

Melhorar a qualidade da água utilizada nas propriedades rurais do Município de Guaraniaçu através da proteção da nascente com técnica adequada, aliada a orientação quanto ao seu tratamento para garantir o abastecimento contínuo à população local.

Objetivos específicos:

- Propiciar o aumento da vazão de água disponível para captação nas nascentes, reduzindo o risco de escassez nas áreas rurais do município;

- Possibilitar a redução do risco de contaminação e melhoria da qualidade da água disponibilizada para uso na propriedade rural;

- Assegurar o incremento na qualidade ambiental das propriedades rurais através do incentivo ao reflorestamento;

- Conscientizar a população rural quanto aos benefícios da implementação de processos de proteção de nascentes e tratamento contínuo da água captada.

 

3 - SOLUÇÃO ADOTADA

- Escolha da proteção com “solo-cimento” como técnica mais adequada para proteção das fontes do município. Esta técnica, melhor detalhada no arquivo em anexo, obedece criteriosamente o processo de recuperação e conservação das nascentes, demonstrando elevada eficiência na melhoria da qualidade da água para consumo humano e garantia de abastecimento continuo; 

- Capacitação de técnicos da Prefeitura para aplicação da técnica e orientação dos usuários quanto à manutenção do sistema; 

- Realização de ampla divulgação nas áreas rurais, em parceria com a imprensa local, para expor à população a importância da adoção da técnica de proteção de fontes. As entidades parceiras (Sistema de Cooperativas de Crédito Rural com Interação Solidária - CRESOL e Cooperativa Leite Agricultura Familiar Com Interação - COOPLAF) também colaboram na divulgação e incentivo dos produtores da região para implantação do sistema de proteção de fontes, cabendo ao município apoio técnico quando necessário;

- Estabelecimento de um cronograma de execução das obras de proteção das nascentes a partir da demanda dos interessados;

- Execução das obras com o acompanhamento do técnico responsável. O proprietário interessado fica responsável pela disponibilidade do material necessário, assim como a mão-de-obra para auxílio na proteção da fonte. Alunos da Casa Familiar Rural também auxiliam diretamente na execução da obra. O técnico realiza a orientação dos interessados quanto à necessidade de reflorestamento da área de entorno da nascente e do tratamento de água e manutenção do sistema, uma vez que há necessidade de constante manutenção no tratamento de água para efetivo funcionamento do sistema.

 

4 - RESULTADOS ALCANÇADOS

- Aproximadamente 400 fontes protegidas nas áreas rurais do Município de Guaraniaçu entre os anos de 2009 a 2014;

- Melhoria no acesso à água nas pequenas propriedades rurais, tanto para o consumo humano quanto para a dessedentação animal, em razão do maior volume de água armazenado por conta da maior cobertura vegetal local;

- Melhoria da qualidade ambiental da propriedade através do reflorestamento realizado nas áreas de entorno das nascentes; 

- Redução da contaminação e melhoria na qualidade da água tendo em vista a orientação quanto a necessidade de tratamento adequado de acordo com a Portaria 2914/2011 do Ministério da Saúde. No trabalho realizado por AMARAL (2013), são apontados indicadores de qualidade da água de uma nascente protegida antes e após o tratamento, quando a água mostra-se mais adequada ao consumo humano.  

Através do trabalho de conscientização e despertar do interesse, os próprios produtores rurais passaram a buscar de forma voluntária o auxilio do município, através do Departamento de Meio Ambiente;

 

5 - RECURSOS NECESSÁRIOS

- Material necessário para execução da obra de proteção de fonte (pedra ferro, cimento, terra virgem, areia, água, tubos de 100mm, tubos de 32mm);

- Veículo;

- Técnico ambiental;

- Mão-de-obra local para execução da obra;

- Análises laboratoriais da água;

- Produtos para tratamento da água.

 

 

6 - TRANSFERÊNCIA

O projeto foi adotado com grande interesse pelas comunidades rurais do Município de Guaraniaçu, uma vez que boa parte da população foi conscientizada quanto à importância da manutenção das nascentes para uma garantia de abastecimento contínuo, com água própria para o consumo. A replicação da técnica de proteção de nascentes, muito em razão do sucesso dos projetos executados e do baixo custo de implantação, acontece principalmente através do “boca-a-boca” dentro das próprias comunidades.

Também se constatou, através da imprensa local, que municípios vizinhos a Guaraniaçu já adotam prática semelhante e continuam a implementar a técnica nas áreas rurais, muitos dos quais buscam a troca de experiência em fóruns, reuniões e visitas técnicas. 

 

7 - LIÇÕES APRENDIDAS

A prática vem sendo bem recebida perante a população que reside nas áreas rurais do município, uma vez que o acesso à água potável tratada não é uma garantia de concessionárias públicas. Assim, a proteção de nascentes é uma alternativa viável e financeiramente acessível.

Importante ressaltar que é indispensável o tratamento da água constante de acordo com o estabelecido pela legislação vigente, dentro dos padrões de potabilidade, juntamente com a proteção da nascente para que ela seja própria para o consumo humano. Este ainda é um desafio encontrado pelos técnicos responsáveis, uma vez que muitas das pessoas que adotam este processo acabam não realizando o tratamento de água periodicamente, tornando o sistema menos eficiente com o passar do tempo. 

 

8 - ORIGINALIDADE DA PRÁTICA

 Esta técnica foi adotada em Guaraniaçu tendo em vista os trabalhos já realizados com sucesso como por exemplo o realizado pela ITAIPU Binacional que criou um programa precursor no Estado do Paraná, o Cultivando Água Boa, que visa dar uma contribuição local ao enfrentamento das mudanças climáticas e demais desequilíbrios ambientais que vem sendo provocados pelo homem. Um das características do Programa é a técnica de recuperação, conservação e manutenção de nascentes, que afeta diretamente a água que chega até o Rio Paraná que abastece a Usina  Hidrelétrica de Itaipu. 

Outra empresa que se dedicou a tal prática foi a Cooperativa Agroindustrial de Cascavel – COOPAVEL, que desde 2004, ano em que surgiu o Projeto Água Viva COOPAVEL/Syngenta, até o ano de 2012, restaurou cerca de 6.500 nascentes em todo o Brasil, com o objetivo de melhorar a quantidade e a qualidade da água consumida pelos produtores rurais. 

O tratamento da água é realizado de acordo com o estabelecido na Portaria 2912/2012-MS que recomenda a adição do cloro, substância bactericida que tem poder de eliminar patógenos além de possuir baixo custo e traz segurança quando utilizado nas dosagens estabelecidas. Também são realizadas novas análises laboratoriais periódicas, visando obter novas informações físico-químicas e biológicas para avaliar se houve melhoria da qualidade da água.

  

Há possibilidade de visita à prática em qualquer época, mediante agendamento.

 

 de visitantes: Até 30 pessoas.

Anexos:
Baixar este arquivo (Figura 2 - esquema proteção nascente.jpg)fonte protegida solo_cimento[ ]113 kB
Baixar este arquivo (Figura 3 - esquema proteção nascente.jpg)passo a passo[ ]445 kB
powered by contentmap
Programa Matas Legais (05 D)

Programa Matas Legais (05 D)

O Programa Matas Legais é direcionado a ações de desenvolvimento da conservação, educação ambiental e incentivos florestais, os quais auxiliam a preservação e restauração dos remanescentes de floresta nativa, melhorando a qualidade de vida das populações e incrementando o desenvolvimento florestal b ...

Leia Mais
Projeto Água: Conhecimento para Gestão (03 D)

Projeto Água: Conhecimento para Gestão (03 D)

"Água: Conhecimento para Gestão" é o projeto de maior envergadura no Brasil no que tange a capacitação, educação e mobilização social em recursos hídricos. Oferece 30 mil vagas em 33 cursos de capacitação gratuitos em 3 modalidades: Educação a Distância - EaD, Semipresencial e autoinstrucional. Os c ...

Leia Mais
Recuperação de Fontes de Água (06 D)

Recuperação de Fontes de Água (06 D)

A Caritas Brasileira–RS vem promovendo desde 2010 a recuperação de fontes de água de agricultores familiares através de mutirões comunitários, envolvendo famílias, escolas, lideranças, gestores públicos, técnicos agrícolas e pessoas interessadas. Essa ação consiste na limpeza, proteção de tijolos ou ...

Leia Mais
Manejo de Resíduos Orgânicos (02 D)

Manejo de Resíduos Orgânicos (02 D)

O Serviço Social do Comércio do Estado de Santa Catarina - SESC, no intuito de promover ações de sustentabilidade no trabalho com "eco-técnicas", promoveu a implantação de pátios de compostagem em suas unidades hoteleiras nas cidades de Florianópolis, Blumenau e Lages.  ...

Leia Mais
Carbono Social em Rede: Recuperação e Conservação Ambiental (04 D)

Carbono Social em Rede: Recuperação e Conservação Ambiental (04 D)

O projeto Carbono Social em Rede desenvolve um trabalho de preservação e valorização ambiental, integrado a ações de desenvolvimento sócio-econômico territorial. Articula ações com povos tradicionais do campo, empresas e instituições comprometidas com a preservação ambiental. ...

Leia Mais
 Recuperação de Nascentes em Área Rural (01 D)

Recuperação de Nascentes em Área Rural (01 D)

A partir da necessidade de garantir o abastecimento das comunidades rurais com água de boa qualidade, o Município de Guaraniaçu implantou no ano de 2009 um projeto de incentivo a proteção de nascentes, com adoção da técnica de proteção com solo-cimento. ...

Leia Mais
Pacto pela Restauração da Mata Ciliar nas Bacias Hidrográficas dos Rios Tijucas e Biguaçu e Bacias Contíguas (09 D)

Pacto pela Restauração da Mata Ciliar nas Bacias Hidrográficas dos Rios Tijucas e Biguaçu e Bacias Contíguas (09 D)

O Pacto pela Restauração da Mata Ciliar nas Bacias Hidrográficas dos Rios Tijucas e Biguaçu, e Bacias Contíguas (Pacto da Mata Ciliar) busca articular instituições públicas e privadas, governos, empresas, comunidade científica e proprietários de terras para integrar seus esforços e recursos para res ...

Leia Mais
Projeto Tecnologias Sociais para a Gestão da Água – TSGA (07 D)

Projeto Tecnologias Sociais para a Gestão da Água – TSGA (07 D)

O Projeto Tecnologias Sociais para a Gestão da Água – TSGA, selecionado em edital público da Petrobras programa socioambiental, iniciou suas atividades no ano de 2007 com o objetivo de fortalecer o uso sustentável da água através do apoio a capacidade de gestão local de comunidades de bacias hidrogr ...

Leia Mais
Solo na Escola  (08 D)

Solo na Escola (08 D)

Apesar de sua importância para as populações urbanas e rurais, e ao meio ambiente, muitas vezes o conteúdo “solo” é freqüentemente relegado a uma posição de menor importância ou até mesmo ignorado em ações de educação ambiental. O Programa de Extensão Universitária Solo na Escola/UFPR populariza o c ...

Leia Mais
  1. 1
  2. 2
  3. 3