Diante das dificuldades enfrentadas pelos caprinocultores da região sudoeste foi proposto pelos pesquisadores do Instituto Agronômico do Paraná e técnicos da SEAB e Emater, o desenvolvimento de um programa que agregasse valor à atividade.

 

Estabeleceu-se então, o desafio de democratizar o acesso do pequeno produtor familiar a animais de alta genética, que pudesse resultar na oferta de carne de qualidade. O trabalho resultou na criação de um centro de produção de caprinos gerido pelo Governo do Paraná em parceria com entidades pública e privada. 

 

A - Informações gerais

 

INÍCIO: 01/2006 (em andamento)

ENTIDADE EXECUTORA: Instituto Agronômico do Paraná (IAPAR);Instituto Emater (PR); e Secretaria Estadual de Agricultura e Abastecimento do Paraná (SEAB)

ENTIDADES CO-EXECUTORAS: Não há

PARCEIROS: Prefeitura de São João (PR); Prefeitura de Honório Serpa (PR);Cooperativa Sud Carnes (Pato Branco – PR); e Caprivir (Virmond – PR)

APRESENTADO POR: Andre Luis Finkler da Silveira , José Ari Gualberto Hill e José Antonio Nunes Vieira.

RECURSOS: Próprios 

FAIXA DE VALOR: Acima de U$25 mil

CATEGORIA: Projeto

ÁREA TEMÁTICA PRINCIPAL: Segurança Alimentar e Nutricional

PALAVRAS-CHAVE: Caprinocultura; genética; produção de carne; Boer; pequenos produtores, agricultura familiar, mercados; consumidores

PÚBLICO-ALVO: Produtores de caprinos de pequeno porte selecionados pela Emater

LOCALIZAÇÃO: Área rural 

ABRANGÊNCIA GEOGRÁFICA: Regional

ÁREA ESPECÍFICA DE IMPLANTAÇÃO: Região Sudoeste do Paraná

 

B - Descrição da prática

 

1- ANTECEDENTES

A caprinocultura no Estado do Paraná é desenvolvida prioritariamente em pequenas propriedades de até 50 ha. A grande maioria dos produtores que possui caprinos em suas unidades produtivas, os cria no regime de subsistência e com rebanhos não especializados para a produção de carne.

Dificuldades, como falta de animais de raças especializadas para a produção de carne, falta de tecnologias adaptadas ao pequeno produtor, baixo poder aquisitivo dos produtores, preço da genética comercialmente oferecida, e por fim, a falta de uma organização da Cadeia Produtiva, a atividade não resulta em geradora de renda e de proteína animal para subsistência..  

 

2- OBJETIVO GERAL

Organizar todos os envolvidos na cadeia produtiva de caprinos, reuni-los em cooperativas comercializando carnes de qualidade, oriunda de animais mais precoces.

Objetivos específicos: 

  • Produção de animais geneticamente melhorados da raça "BOER" devotados à produção de carne e com a finalidade de disponibilizados aos agricultores familiares, permitindo sua inclusão no mercado de forma organizada e melhorando sua condição social e econômica;
  • Organização dos produtores;
  • Capacitação em todos os elos da cadeia produtiva;
  • Fomento à produção e ao consumo;
  • Adequação do abate e transformação da produção..

 

3 - SOLUÇÃO ADOTADA

Em 2006 foi idealizado um plano de intervenção no setor de caprinocultura, que previa um grande desafio: "promover a democratização do acesso à alta genética animal, prioritariamente aos agricultores familiares", por meio da criação de um centro de produção de caprinos gerido pelo Governo do Paraná em parcerias com diferentes entidades pública e privada. 

A escolha preferencial pela raça caprina "BOER", deve-se ao fato de que, é uma raça já adaptada às nossas condições e essencialmente produtora de carne. Esta raça é originária da África do Sul e do cruzamento promovido de cabras indígenas e animais europeus. 

O Centro de Multiplicação Caprina foi implantado na unidade do IAPAR, no município de Pato Branco-PR, e foi estruturado a partir da contratação de profissionais conhecedores da atividade. A partir disso, houve a aquisição de animais em vários Estados, iniciando com rebanho de 250 fêmeas (rebanho geral) e 10 machos (PO), com a adoção de todos procedimentos necessários, de acordo com protocolo sanitário obedecido à risca por ocasião da formação do plantel base. 

 Realizou-se a quarentena dos animais adquiridos e após aprovação final do rebanho, iniciou-se a proposta da multiplicação genética e seleção animal. A partir da segunda reprodução começou-se a distribuição dos animais aos produtores. Foram estabelecidas também, medidas de manejo sanitário, nutricional e reprodutivo, baseados em trabalhos de pesquisas com o objetivo de aumentar a produtividade e rentabilidade do rebanho.  

Os produtores beneficiados pelo programa foram previamente escolhidos, e tecnicamente preparados para receberem os animais, resultando na mudança de procedimentos técnicos que foram adotados pelos produtores na condução dos rebanhos. A Assistência Técnica foi desenvolvida pelos técnicos da EMATER, apoiada tecnicamente pelos pesquisadores do IAPAR, permitindo importante trabalho de difusão das novas tecnologias. 

Foi estabelecido na sequência, projeto de Inseminação Artificial para acelerar a qualidade racial dos rebanhos, com o treinamento de inseminadores e a distribuição de sêmen aos produtores. 

 

4 - RESULTADOS ALCANÇADOS

Hoje pode-se afirmar que são visíveis os avanços obtidos em função da adoção destas novas práticas, produzindo animais mais vigorosos e precoces.Citam-se a seguir os principais avanços dentro do projeto:

- Criação do Centro de Multiplicação Genética Caprina no IAPAR na estação de pesquisa localizada no município de Pato Branco – PR;

- Criação de 5 cooperativas e 2 associações de criadores de caprinos e ovinos;    

- Comercialização da produção organizada com foco na qualidade e respeito aos consumidores;     

- Comercialização da produção pela abertura de novos mercados (50 novos clientes);   - Promoção das carnes, com a participação em 9 feiras gourmets;     

- Geração e difusão de novas tecnologias com sustentabilidade ambiental;

- Melhoria na produtividade dos rebanhos; 

- Animais abatidos precocemente;

- Repassados aos produtores do estado do Paraná 1.131 animais, sendo 658 fêmeas e 473 machos.  

- Capacitação de aproximadamente 2.300 criadores de caprinos e ovinos (cursos), pela mudança de paradigmas tecnológicos e a incorporação de novas tecnologias;

- Estruturação do negócio, com a organização e atuação em cadeia produtiva;    

- Criação do programa de inseminação artificial em caprinos com a aquisição e distribuição de sêmen caprino, gratuitamente aos produtores;   

- Desenvolvimento de hábito alimentar, pela realização de aproximadamente 55 cursos no segmento gourmet;    

- Jantares temáticos (em torno de 35), visando a promoção das carnes, e a diversificação no preparo das mesmas, 

- Campanha de esclarecimentos aos consumidores das verdadeiras carnes em detrimento das carnes de origens clandestinas (28 palestras);

- Elaboração de folders e folhetos técnicos (oito);

- Realização de seminários (sete), atendendo a um público de mais de 2100 participantes entre produtores, técnicos e criadores;   

- Cursos para técnicos (seis) com capacitação de 350 pessoas.     

 

5 - RECURSOS NECESSÁRIOS

 A estrutura atual para implantação do Projeto Centro de Multiplicação de Genética Caprina constituí-se de:

- Recursos humanos: um técnico de nível médio, dois pesquisadores doutores e 3 operários de campo;

- Infraestrutura: uma área de 2,5 hectares, com apriscos de aproximadamente 500 m², trator, roçadeira, cercas de tela, cochos, alimentos conservados (feno), concentrados misturados na unidade de pesquisa; e

- Insumos: 120 matrizes fêmeas, 5 machos, Capril com 300 m² e alimentação suplementar (1 ano).

 

 

6 - TRANSFERÊNCIA

O rebanho de ovinos e caprinos no Paraná vem aumentando consideravelmente no Estado, hoje, constituí-se de meio milhão de ovinos e 200 mil caprinos. Produtores de todo o Estado, desde que inseridos nas características de agricultores familiares, têm acesso a animais com alta qualidade genética a preços simbólicos, distribuído pelo Centro de Multiplicação Genética Caprina do IAPAR, na estação de pesquisa localizada no município de Pato Branco – PR. Um dos exemplos bem sucedidos de transferência da tecnologia em foco, está em Virmond, no centro-oeste do Paraná, onde foi criada a Cooperativa Caprivir. Contando atualmente com 22 produtores que, juntos, possuem 1.600 matrizes. O município não possuía tradição em ovinocultura até recentemente, e hoje, a atividade tornou-se uma alternativa de renda para os produtores da região. Entretanto, um dos obstáculos para ampliação do rebanho no Estado é aumentar o número de matrizes 

 

7 - LIÇÕES APRENDIDAS

A produção pela melhoria genética encontra-se assimilada no Estado, havendo sido aprendidas lições relacionadas ao domínio das técnicas e do aprimoramento da mão de obra. A rápida curva de aprendizado da equipe envolvida no projeto, tornou possível o estabelecimento de um processo rotineiro e de ágil aplicabilidade prática. 

O maior entrave ao projeto, e portanto, à prática da caprinocultura, é sem dúvida uma inexistência de organização capaz de conferir escala à produção.E em que embora havendo um rebanho de qualidade, este constituí-se ainda bastante reduzido, sendo necessária a busca contínua pela sua ampliação. 

A prática pode ser reconhecida como positiva ou boa, pois modificou a característica do rebanho caprino da região em tela, possibilitando aos produtores o acesso à genética de qualidade, antes impossível por questões iminentemente econômicas.

.

São admitidas visitas ao projeto, preferencialmente no período de Agosto a Maio, de terça a quinta feira. Máximo de 30 pessoas.

 de visitantesMáximo de 30 pessoas

powered by contentmap
Quintais Orgânicos de Frutas: Contribuição para a Segurança Alimentar em Áreas Rurais e Urbanas (07 E)

Quintais Orgânicos de Frutas: Contribuição para a Segurança Alimentar em Áreas Rurais e Urbanas (07 E)

O projeto "Quintais Orgânicos de Frutas" é desenvolvido desde 2004 e tem como objetivo contribuir com a sustentabilidade social, econômica e ambiental de públicos em situação de vulnerabilidade e de risco social, econômico e alimentar, principalmente ...

Sistema Eletrônico para Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar (12 E)

Sistema Eletrônico para Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar (12 E)

O Sistema Eletrônico Merenda possibilita realizar Chamadas Públicas de grande complexidade (grande número de gêneros, escolas e municípios) para aquisição de gêneros da Agricultura familiar. Inclui cadastro das entidades e projetos de venda, controle ...

Centro de Multiplicação de Genética Caprina (05 E)

Centro de Multiplicação de Genética Caprina (05 E)

Diante das dificuldades enfrentadas pelos caprinocultores da região sudoeste foi proposto pelos pesquisadores do Instituto Agronômico do Paraná e técnicos da SEAB e Emater, o desenvolvimento de um programa que agregasse valor à atividade.   {galler ...

Unidade de Produção de Arroz Orgânico (02 E)

Unidade de Produção de Arroz Orgânico (02 E)

 A partir dos bons resultados obtidos com a experiência na produção de hortaliças com base agroecológica em apenas 1,5 hectare no assentamento Integração Gaúcha, de Eldorado do Sul, e do entendimento de que era necessária a transição do sistema conve ...

Programa Nacional de Alimentação Escolar – Uma Experiência de Comercialização Integradora (09 E)

Programa Nacional de Alimentação Escolar – Uma Experiência de Comercialização Integradora (09 E)

A prática apresentada relata a experiência desenvolvida a partir do ano de 2013 e articulada entre a Emater/RS-Ascar, através da Unidade de Cooperativismo de Erechim/RS (UCP), 7ª Coordenadoria Regional da Educação, Conselho Municipal de Segurança Ali ...

Agroindústria Familiar: Uso Sustentável da Agrobiodiversidade Nativa (03 E)

Agroindústria Familiar: Uso Sustentável da Agrobiodiversidade Nativa (03 E)

A Agroindústria Bellé consolidou-se como apoio às famílias que desenvolvem a agricultura ecológica e extrativista em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul promovendo o aproveitamento do volume da produção não comercializada pela pequena propriedade p ...

Cozinha Social e Restaurantes Populares (06 E)

Cozinha Social e Restaurantes Populares (06 E)

O município de Toledo, em 2006, implantou a Cozinha Social e os RPs (Restaurantes Populares), e assim extrapolou os limites do assistencialismo puro e simples, passando à implementação de uma política pública de assistência social, garantindo acesso ...

 Caracterização e Identificação de “Guardiões de Sementes Crioulas” na Perspectiva de Ampliação da Segurança Alimentar (10 E)

Caracterização e Identificação de “Guardiões de Sementes Crioulas” na Perspectiva de Ampliação da Segurança Alimentar (10 E)

O elemento basilar para a construção da prática é a constatação da existência, mundialmente, do fenômeno cunhado como “erosão genética”, que em seu sentido mais amplo concretiza-se como a perda de componentes do patrimônio genético das espécies e, po ...

Combate à Fome: rede solidária entre quilombolas e indígenas  (08 E)

Combate à Fome: rede solidária entre quilombolas e indígenas (08 E)

A região oeste do Paraná destaca-se pela elevada produção de grãos, suínos e aves, porém, nela concentram-se comunidades em extrema vulnerabilidade social, tais como quilombolas e indígenas. Entre os referidos grupos, prevalecem a pobreza e a escasse ...

Rastreabilidade: Programa Alimento Sustentável (PAS) (04 E)

Rastreabilidade: Programa Alimento Sustentável (PAS) (04 E)

O Programa Alimento Sustentável - PAS contempla a rastreabilidade e o monitoramento de frutas, legumes e verduras (FLV). Através de um fluxo de informação integrado, utilizando sistemas de registro de dados e comunicação entre produtor, distribuidor, ...

Projeto Doce Fruta: Apoio aos Programas Institucionais (01 E)

Projeto Doce Fruta: Apoio aos Programas Institucionais (01 E)

O Projeto Doce Fruta, desenvolvido a partir de 2010 junto aos 50 municípios da região oeste do Paraná, visa a inclusão das famílias rurais no processo de diversificação da produção in natura e na agroindustrialização, através da ampliação de pequenos ...

 Sistema de Tratamento de Água para o Meio Rural com Filtro Lento Modelo Imaruí (11 E)

Sistema de Tratamento de Água para o Meio Rural com Filtro Lento Modelo Imaruí (11 E)

Até o ano de 2005 a água consumida por muitas famílias rurais da Região de Tubarão não passava por qualquer proteção, filtragem ou tratamento. Para contribuir com a qualidade de vida dessa população, os técnicos da Epagri pesquisaram alternativas de ...

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. 4