O Programa de Plantio Direto com Qualidade foi uma estratégia de ação, que teve origem na metade da década de 1990, quando a Itaipu  Binacional, motivada pela permanente preocupação com o assoreamento de seu reservatório, iniciou contatos com o Instituto Agronômico do Paraná (IAPAR), para que desenvolvesse um diagnóstico e estudos capazes de solucionar o problema. Naquele momento, o sistema de "Plantio Direto na Palha" já era conhecido em todo o estado do Paraná, mostrando-se altamente eficaz no combate à erosão, entre tantos outros benefícios, porém ainda eram constatadas dificuldades para o bom desenvolvimento do SDP na região lindeira ao reservatório.

Através da validação de inovações tecnológicas, capacitação e difusão do plantio direto em sistemas diversificados, o sistema de plantio direto implementado de forma adequada na região possibilitou a redução de, até 10 vezes, a quantidade de solo fértil que era levado pelo processo erosivo para os cursos hídricos. 

 

A - Informações gerais

 

INÍCIO: Fevereiro de 1997 (em andamento)

ENTIDADE EXECUTORA:  Instituto Agronômico do Paraná - IAPAR e Itaipu Binacional

PARCEIROS: Prefeituras Municipais da AMOP - Associação dos Municípios do Oeste do Paraná, Federação Brasileira de Plantio Direto e Irrigação (FEBRAPDP), EMATER/PR, Cooperativas Lar e Copagril e Agricultores Colaboradores.

APRESENTADO POR: Graziela Moraes de Cesare Barbosa e Rafael Fuentes Llanillo

RECURSOS: Próprios 

FAIXA DE VALOR: Acima de US$25 mil

CATEGORIA: Unidade de Referência

ÁREA TEMÁTICA PRINCIPAL: Agricultura

PALAVRAS-CHAVE: Agricultura sustentável, agricultura conservacionista, qualidade de semeadura, cobertura permanente de solos, assoreamento, erosão, EMATER, IAPAR, Itaipu

PÚBLICO-ALVO: Agricultores de produção de grãos na região e assistência técnica pública e privada. 

LOCALIZAÇÃO: Área rural

ABRANGÊNCIA GEOGRÁFICA: Microrregional

ÁREA ESPECÍFICA DE IMPLANTAÇÃO: A prática, inicialmente, foi implantada nos 15 municípios lindeiros do lago de Itaipu inseridos na bacia do Paraná III. Desenvolvida em 29 "Unidades de Validação" em treze propriedades selecionadas (produtores colaboradores). 

 

B - Descrição da prática

 

1 -ANTECEDENTES

Na metade da década de 90, motivada pela permanente preocupação com o assoreamento de seu reservatório, a Itaipu Binacional iniciou contatos com o Instituto Agronômico do Paraná (IAPAR), para que se desenvolvesse um diagnóstico e estudos capazes de resolver o problema. A faixa de proteção do Lago mostrava-se insuficiente para garantir a qualidade da água, recurso este, estratégico para a geração de energia.

Naquele momento, o sistema de Plantio Direto na Palha, já  era conhecido em todo Estado, mostrando-se altamente eficaz no combate à erosão, entre tantos outros benefícios. O sistema já vinha sendo implantado na região, mas havia dificuldades para garantir o sucesso de todo o esquema de proteção do reservatório, já que muitos produtores utilizam apenas da técnica do terraceamento, sem aliar outras práticas, entre elas a do Sistema de Plantio Direto. Aproximadamente 85% das propriedades adotavam o plantio direto, mas com necessidades de ações voltadas á melhoria da qualidade tecnológica, através de maquinário adequado, rotação de culturas e sementes adequadas, e a consequente, sustentabilidade ambiental. 

Foi então que o IAPAR e FEBRAPDP (Federação Brasileira de Plantio Direto na Palha) foram contatados para fazer um diagnóstico da situação. O estudo foi realizado no decorrer do ano de 1997 e constatadas várias dificuldades para o bom desenvolvimento do SDP na região. Como por exemplo, o solo muito compactado devido ao uso excessivo de grade e arado, falta de rotação de culturas,  ausência de cobertura verde nos períodos de entressafra, falta de maquinário adequado e de sementes de cobertura e decomposição rápida da palhada, o que ocorria devido ao calor e umidade.  

Constatou-se também, um baixo grau de diversificação e pouco uso de plantas de cobertura para proteção do solo nos sistemas de produção agrícola fundamentado na rotação soja – milho safrinha. A predominância de solos muito argilosos e a realização de operações mecanizadas favoreciam a compactação superficial e a decomposição acelerada da matéria orgânica.

Com tais dados em mãos, foi montada um conjunto de ações integradas que se organizaram no denominado "Programa Sistema Plantio Direto com Qualidade".

  

 2 - OBJETIVO GERAL

Identificar e desenvolver soluções para reduzir o assoreamento do Reservatório de Itaipu, focado na mudança da prática de agricultura dos produtores das regiões lindeiras ao lago.

Objetivos específicos:

  • Identificar técnicas de manejo conservacionistas de produção adequadas à agricultura desenvolvida na região Oeste do Paraná;
  • Desenvolver maquinários adequados ao sistema de plantio direto e manejo conservacionista; e
  • Incentivar a adoção do sistema de plantio direto na palha de forma adequada ao contexto regional.

 

3 - SOLUÇÃO ADOTADA

Em um trabalho conjunto entre o IAPAR, a Itaipu Binacional e FEBRAPDP foi montada uma estratégia de ação denominada "Plantio Direto com Qualidade".  Esta estratégia baseou-se no enfoque da pesquisa participativa, que já estava em curso no âmbito das microbacias articuladas por Itaipu. Com a participação de agentes locais de ATER, representantes de Prefeituras Municipais, Cooperativas e os agricultores que já atuavam como protagonistas na elaboração dos diagnósticos dos problemas e dos planos de ação.

Dentro das questões técnicas levantadas com 1.273 produtores e 181 técnicos da ATER, com relação ao Sistema de Plantio Direto, a estratégia metodológica adotada abrangeu as seguintes linhas:

  • Validação de inovações tecnológicas em propriedades de referência (Unidades Técnicas de Validação). Foram validados diferentes esquemas de rotação de culturas em oito municípios, totalizando 42 macroparcelas, sendo 29 Unidades de Teste de Validação de Tecnologia, junto a 13 produtores colaboradores. Posteriormente, essas ações foram estendidas aos 15 municípios lindeiros de Itaipu. As rotações de culturas validadas incluíam soja, milho, trigo, feijão, nabo forrageiro, aveia preta e aveia branca, ervilhaca peluda, ervilha forrageira e moha. Nas unidades eram realizados ajustes e comprovação de modelos produtivos de sistemas de produção através do plantio direto;
  • Capacitação de produtores rurais e profissionais locais de ATER, para atuarem como agentes multiplicadores do desenvolvimento tecnológico do plantio direto;
  • Capacitação de mais de 5 mil pessoas, que estiveram diretamente envolvidas em alguma ação do projeto (dias de campo, palestras, cursos, reuniões, inserções em congressos, distribuição de boletins técnicos, dinâmicas de máquinas), para atuarem como agentes multiplicadores do desenvolvimento tecnológico do Sistema de Plantio Direto; e
  • Desenvolvimento de hastes adaptadas em semeadoras, para melhorar a qualidade do processo de semeadura e reduzir o consumo de combustível em até 50%. 

 

4 - RESULTADOS ALCANÇADOS

Nas unidades de campo, identificou-se que o manejo das tecnologias desenvolvidas, pelos agricultores, permitiu sua adaptação às realidades locais, possibilitando que outros agricultores também pudessem adotar as técnicas validadas.

A adoção do plantio direto de forma adequada na região lindeira ao reservatório, possibilitou a redução de até 10 vezes a quantidade de solo fértil que era removido pelo processo erosivo para os cursos hídricos. Um exemplo dessa redução, foi a revisão do cálculo da vida útil do reservatório da Usina de Itaipu, que passou de 70 para 169 anos, devido à adoção do plantio direto. 

A adoção do plantio direto com qualidade possibilitou o aumento da biodiversidade do solo, aumento da produtividade das culturas e, consequentemente, melhoria do meio ambiente, chegando a incrementar a rentabilidade do sistema em até 20%. 

Houve ainda:

  • Instalação de 29 unidades de teste e validação de culturas em treze propriedades selecionadas (produtores colaboradores);
  • Formação de 30 agentes multiplicadores pertencentes às cooperativas, prefeituras, EMATER e empresas privadas; 
  • Difusão tecnológica junto a mais de 5.000 agricultores;
  • Foram realizadas dezenas de palestras, cursos, dias de campo, reuniões, difusão em congressos, distribuídos boletins técnicos, realizadas oficinas mecânicas para adaptação de hastes, apresentações dos resultados do projeto. Esse trabalho resultou na publicação do livro “Sistema Plantio Direto com Qualidade”, editado pela Itaipu/IAPAR;
  • Após cinco anos de estudos, aproximadamente 13 diferentes tipos de máquinas haviam sido adaptadas pelas empresas de fabricação de equipamentos especialmente para a agricultura da região Oeste do Paraná e desenvolvida uma sequência de culturas para cada região adjacente ao lago; e
  • Muitos agricultores, após cinco anos de Plantio Direto, já não utilizava adubo químico nas plantações. 

 

 5 - RECURSOS NECESSÁRIOS

A implantação pode ser feita pelo próprio produtor e sua equipe, que devem obter as devidas informações por meio de capacitação – dias de campo, cursos, palestras. Também é aconselhável ter uma assistência técnica adequada. No curto prazo, pode ser necessária a implantação de uma cultura de cobertura/adubo verde. No longo prazo, o produtor deverá investir em máquinas e equipamentos adequados, e para isso os valores são variados, dependendo do tamanho da propriedade e das culturas cultivadas.

A rapidez na obtenção de resultados se deveu à existência de resultados de pesquisa e à participação de equipe multidisciplinar do IAPAR, dos agricultores e dos agentes de desenvolvimento de Itaipu.

Dez pesquisadores e seis técnicos agrícolas do IAPAR, com dedicação de 10% de seu tempo, oito técnicos de Itaipu com dedicação de 10% de seu tempo, e as treze famílias de produtores com seu trabalho, maquinários e insumos, tornaram possíveis os avanços na informação técnica.

Para replicar a experiência em outras regiões, faz-se necessária a adaptação local das tecnologias com uma equipe multidisciplinar mínima, apoiada pela ATER.

 

6 - TRANSFERÊNCIA

Após a verificação dos resultados nas 29 Unidades de Teste e Validação, todos os municípios da região lindeira ao Reservatório de Itaipu, passaram a adotar a prática do Plantio Direto com Qualidade. Ou seja, fazendo a rotação de culturas, mantendo a cobertura do solo e, removendo o mínimo possível o solo.  Esta prática, aliada a outras iniciativas da Itaipu Binacional desde o início de sua construção, tal como o programa de gestão integrada de microbacias, terraceamento, adequação e conservação de estradas rurais  , garantem, hoje, uma qualidade adequada das águas do reservatório.  

 

As práticas desenvolvidas são adotadas por 10% dos produtores de grãos do Paraná, em cerca de 500.000 ha no estado e, outros 1.500.000 ha no sul do Brasil

 

7 - LIÇÕES APRENDIDAS

A maior lição consiste na importância do Sistema de Plantio Direto, e a necessidade da metodologia ser acompanhada pela pesquisa, uma vez que são muitos os fatores que podem comprometer a sua qualidade. Exemplos advém da falta de equipamentos adequados, mudanças climáticas, intempéries, solos que passam a exigir cuidados diferenciados.

Um dos maiores entraves identificados, talvez seja a falta de informação e de acesso, dos produtores, a sementes de qualidade e com preços compatíveis. Esta pode ser considerada uma Boa Prática por ter envolvido pesquisa, produtores e uma das maiores usinas hidrelétricas do mundo em busca de solução para um problema que poderia comprometer a geração de energia. Na busca desta solução, foi instalada na região Oeste do Estado do Paraná, uma prática agrícola ambientalmente correta e reconhecidamente sustentável.

Um dos gargalos identificados à adoção da prática do Plantio Direto com Qualidades, reside nas condições do mercado de commodities nos últimos anos, que privilegiam a cultura da soja. Devido a isso, muitas vezes se verifica a falta de motivação comercial do produtor, para promover a rotação de culturas em sua propriedade, o que prejudica severamente a iniciativa abordada por esta boa prática.

 

Há possibilidade de visita durante todo o ano, porém os meses de abril e outubro são os que permitem visualizar melhor as coberturas do solo. 

Nº de visitantes: 20 visitantes em média, podendo se chegar ao máximo, a 40 visitantes. 

 

powered by contentmap
Piscicultura e a Promoção do Desenvolvimento Regional: Maripá um Modelo de Competência e Organização Produtiva (27 A)

Piscicultura e a Promoção do Desenvolvimento Regional: Maripá um Modelo de Competência e Organização Produtiva (27 A)

A piscicultura é um setor importante para o desenvolvimento regional do oeste do Paraná. Sob uma perspectiva econômica a atividade é uma alternativa para a renda de agricultores que possuem pequenas propriedades. Ciente das dificuldades da região, a ...

Leia Mais
Produção de Morangos em Sistema Semi-hidropônico Suspenso (28 A)

Produção de Morangos em Sistema Semi-hidropônico Suspenso (28 A)

O cultivo de morangos em semi-hidroponia de forma suspensa tem conquistado muitos adeptos. A preferência é justificada pela melhor utilização do espaço na pequena propriedade com bons resultados econômicos, adaptação à realidade da mão-de-obra dispon ...

Leia Mais
Sistema de Produção Integrada do Tomate Tutorado (SISPIT) (09 A)

Sistema de Produção Integrada do Tomate Tutorado (SISPIT) (09 A)

Dentro da missão da EPAGRI, que é levar “Conhecimento, tecnologia e extensão para o desenvolvimento sustentável do meio rural, em benefício da sociedade” a Estação Experimental de Caçador desenvolveu um sistema inovador de produção de tomate que trou ...

Leia Mais
Seleção e Produção de Abelhas Rainhas - Apis mellifera (30 A)

Seleção e Produção de Abelhas Rainhas - Apis mellifera (30 A)

A substituição periódica de rainhas é um procedimento necessário e reconhecido pelos apicultores para o bom desenvolvimento da atividade. Visando potencializar a produção de mel no Estado, a prática desenvolvida pela Epagri tem como objetivo a seleçã ...

Leia Mais
Agricultura de Precisão na Pequena Propriedade Rural (04 A)

Agricultura de Precisão na Pequena Propriedade Rural (04 A)

As atuais demandas da sociedade exigem da agricultura um incremento constante de produção por unidade de área, aliada a minimização dos efeitos ambientais danosos. Neste contexto, a agricultura de precisão tem se mostrado um sistema capaz de atender ...

Leia Mais
Desenvolvimento da Cultura do Morangueiro no Norte Pioneiro do Paraná (07 A)

Desenvolvimento da Cultura do Morangueiro no Norte Pioneiro do Paraná (07 A)

Iniciado pelo Instituto EMATER em 1992, a proposta de diversificação de explorações agrícolas e organização rural buscou reverter à baixa rentabilidade em pequenas propriedades, aumentar a oferta de trabalho e permitir o acesso à terra para aqueles q ...

Leia Mais
Propriedades Demonstrativas de Leite a Pasto (12 A)

Propriedades Demonstrativas de Leite a Pasto (12 A)

A implantação de Unidades Demonstrativas de Leite a Pasto, implementada pelo Instituto EMATER-PR na região de Medianeira, possibilita o incremento da produtividade de leite na pequena propriedade através da adoção de técnicas que incentivam o desenvo ...

Leia Mais
Programa Sistema de Plantio Direto com Qualidade (11 A)

Programa Sistema de Plantio Direto com Qualidade (11 A)

O Programa de Plantio Direto com Qualidade foi uma estratégia de ação, que teve origem na metade da década de 1990, quando a Itaipu  Binacional, motivada pela permanente preocupação com o assoreamento de seu reservatório, iniciou contatos com o Insti ...

Leia Mais
Projeto Plantas Medicinais (16 A)

Projeto Plantas Medicinais (16 A)

Uma das estratégias do Programa Cultivando Água Boa é a utilização de plantas medicinais na atenção à saúde e na manutenção da biodiversidade vegetal e cultural da Região Oeste do Paraná. Com isso, em 2003, foi criado o projeto Plantas Medicinais, qu ...

Leia Mais
Projeto Grãos - Centro Sul de Feijão e Milho (18 A)

Projeto Grãos - Centro Sul de Feijão e Milho (18 A)

Os cultivos do feijão e do milho são tradicionais na agricultura familiar da região Centro-Sul do Paraná, contribuindo na formação da renda nas propriedades através da venda dos grãos e na transformação em carne, leite e derivados. O Projeto Grãos - ...

Leia Mais
 Produção de Leite a Base de Pasto Utilizando Manejo Rotativo nas Pastagens (29 A)

Produção de Leite a Base de Pasto Utilizando Manejo Rotativo nas Pastagens (29 A)

A cadeia produtiva do leite no Estado de Santa Catarina está alicerçada em diferentes sistemas produtivos, que por sua vez são identificados através do manejo e fonte da alimentação animal, nível tecnológico e da produtividade obtida. Dentre os siste ...

Leia Mais
Assistência Técnica na Propriedade Leiteira Familiar - Formando Unidades de Referência (14 A)

Assistência Técnica na Propriedade Leiteira Familiar - Formando Unidades de Referência (14 A)

A produção leiteira tem crescido em muitas regiões do país, no Paraná merecem destaque as regiões oeste e sudoeste. Estes resultados muito se devem ao crescimento da atividade na agricultura familiar e a assistência técnica presente nestas propriedad ...

Leia Mais
Construção de Redes de Referências Técnicas e Econômicas para o Desenvolvimento Sustentável da Agricultura Familiar (10 A)

Construção de Redes de Referências Técnicas e Econômicas para o Desenvolvimento Sustentável da Agricultura Familiar (10 A)

Criadas com o objetivo de apoiar o desenvolvimento de sistemas de produção sustentáveis para a agricultura familiar paranaense, as Redes de Referências para a Agricultura Familiar baseiam suas ações em um conjunto de propriedades representativas de d ...

Leia Mais
Programa Propriedade Sustentável (20 A)

Programa Propriedade Sustentável (20 A)

Buscando fortalecer os ideais cooperativos e amparada por sua missão de como sistema cooperativo, valorizar o relacionamento, oferecer soluções financeiras para agregar renda e contribuir para a melhoria da qualidade de vida dos associados e da socie ...

Leia Mais
Sistema de Plantio Direto de Hortaliças: Uma Ferramenta de Transição para uma Agricultura Familiar Sustentável (26 A)

Sistema de Plantio Direto de Hortaliças: Uma Ferramenta de Transição para uma Agricultura Familiar Sustentável (26 A)

O Sistema de Plantio Direto de Hortaliças (SPDH) é uma proposta de transição para toda a agricultura familiar, dependente de insumos externos à propriedade, para sistemas mais limpos, equilibrados e autônomos. Em seu eixo técnico-cientifico tem como ...

Leia Mais
Sistema de Cobertura Telada Antigranizo e Controle de Geadas (24 A)

Sistema de Cobertura Telada Antigranizo e Controle de Geadas (24 A)

A prática tem como objetivo prevenir eventuais danos ocasionados por granizos e geadas tardias na frutificação e consequente produção dos pomares. Para o desenvolvimento, controle e avaliação foi escolhido realizar a implantação do sistema em uma pro ...

Leia Mais
Manejo Integrado de Pragas da Soja (MIP) - safra 2014/15 - Paraná  (21 A)

Manejo Integrado de Pragas da Soja (MIP) - safra 2014/15 - Paraná (21 A)

O Manejo Integrado de Pragas (MIP) é uma tecnologia baseada na amostragem e monitoramento da lavoura para a tomada de decisão em relação ao controle de pragas. É uma ferramenta adequada para a racionalização do uso de inseticidas e redução nos custos ...

Leia Mais
Produção Integrada de Cebola para o Estado de Santa Catarina - PIC (13 A)

Produção Integrada de Cebola para o Estado de Santa Catarina - PIC (13 A)

O projeto de Produção Integrada de Cebola - PIC tem por objetivo o desenvolvimento de pesquisas e ações de extensão rural que orientem os produtores para o uso das Boas Práticas Agrícolas e adoção da produção integrada na cultura da cebola, atividade ...

Leia Mais
Programa Leite MAIS (03 A)

Programa Leite MAIS (03 A)

O Programa Leite MAIS visa o aumento da produtividade, qualidade e rentabilidade da atividade leiteira, através da prestação de orientação técnica personalizada aos produtores assistidos, mediante a utilização de um modelo de assistência que foi form ...

Leia Mais
Intercooperação para Implantação de Ações de Incentivo ao Desenvolvimento Regional. (19 A)

Intercooperação para Implantação de Ações de Incentivo ao Desenvolvimento Regional. (19 A)

Este case destaca dois princípios universais do cooperativismo:  •Educação, Formação e Informação;  •Interesse pela Comunidade.   Por meio desses princípios, aborda-se a parceria que a SICREDI desenvolve desde o ano de 2007 com a CoperAmetista – C ...

Leia Mais
Homeopatia na Agropecuária no Oeste do Paraná  (17 A)

Homeopatia na Agropecuária no Oeste do Paraná (17 A)

 O trabalho com homeopatia na agropecuária na Região Oeste do Paraná iniciou-se no ano de 2004 e objetiva viabilizar a produção sem ou com menor uso de agroquímicos, a redução dos custos de produção e proporcionar maior autonomia e renda aos agricult ...

Leia Mais
Desenvolvimento Rural Sustentável (DRS) (15 A)

Desenvolvimento Rural Sustentável (DRS) (15 A)

O Programa Desenvolvimento Rural Sustentável (DRS) busca apoiar e fortalecer os segmentos mais vulneráveis da população rural, na região da Bacia do Rio Paraná lll, incentivando a produção agropecuária sustentável. Desenvolve ações de assistência téc ...

Leia Mais
Projeto Vitória: Assistência Técnica para Produção Leiteira (02 A)

Projeto Vitória: Assistência Técnica para Produção Leiteira (02 A)

O Projeto Vitória baseia-se no desenvolvimento de uma estratégia metodológica que parte da realidade da propriedade rural, propõe desafios para aumentar a produção de leite, produtividade e renda, através de tecnologias já validadas, avaliadas in loc ...

Leia Mais
Rede de Propriedades de Referência Tecnológicas - REPROTEC (08 A)

Rede de Propriedades de Referência Tecnológicas - REPROTEC (08 A)

O REPROTEC busca aumentar a produtividade da pecuária de corte por meio da melhoria dos índices zootécnicos, com ações de pesquisa e extensão com tecnologias adaptadas para as condições da região. Ações de assistência técnica, organização dos produto ...

Leia Mais
Diversificação Produtiva Local Através do Desenvolvimento da Cultura da Banana (06 A)

Diversificação Produtiva Local Através do Desenvolvimento da Cultura da Banana (06 A)

A partir dos desafios surgidos com o declínio de culturas regionais tradicionais, este projeto possibilitou aos agricultores familiares do Município de Novo Itacolomi, Estado do Paraná, a diversificação produtiva através da introdução da cultura da b ...

Leia Mais
Projeto Agroflorestar, co-operando com a Natureza  (22 A)

Projeto Agroflorestar, co-operando com a Natureza (22 A)

O Projeto “Agroflorestar, co-operando com a Natureza” busca resgatar saberes, produzir conhecimento e irradiar práticas e valores para a transformação da agricultura, por meio da agrofloresta agroecológica.    {gallery}cooperafloresta{/gallery} De ...

Leia Mais
Conselhos Municipais de Sanidade Agropecuária: Criação e Fortalecimento (01 A)

Conselhos Municipais de Sanidade Agropecuária: Criação e Fortalecimento (01 A)

O projeto promove a participação da comunidade no sistema de defesa sanitária, através da estruturação dos Conselhos Municipais de Sanidade Agropecuária (CSA) em 91% dos municípios do Estado do Paraná. As ações do serviço oficial de defesa foram pote ...

Leia Mais
Sistematização, Promoção e Difusão das Tecnologias Alinhadas à Produção Integrada da Banana no Estado de Santa Catarina (PI - BANANA) (25 A)

Sistematização, Promoção e Difusão das Tecnologias Alinhadas à Produção Integrada da Banana no Estado de Santa Catarina (PI - BANANA) (25 A)

Santa Catarina é um importante Estado produtor de bananas, sua produção está concentrada em propriedades familiares, localizadas em encostas e com grande interação com o ecossistema da Mata Atlântica. Em termos institucionais, é característico dos pr ...

Leia Mais
Uso da Rede Social na Assistência Técnica e Extensão Rural (05 A)

Uso da Rede Social na Assistência Técnica e Extensão Rural (05 A)

Objetivando dinamizar o processo de comunicação junto aos produtores de soja na região de Londrina, no ano de 2015 a EMATER-PR implementou o uso de rede social na assistência técnica e extensão rural. De posse das informações recebidas sobre a ocorrê ...

Leia Mais
Pupunha para Palmito na Agricultura Familiar  (23 A)

Pupunha para Palmito na Agricultura Familiar (23 A)

O projeto tem como objetivo disponibilizar aos produtores tecnologias que dão suporte à atividade de produção da palmeira pupunha (Bactris gasipaes) para palmito no Litoral Paranaense. Foram conduzidos experimentos pela Embrapa Florestas e parceiros ...

Leia Mais
  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. 4
  5. 5
  6. 6
  7. 7
  8. 8
  9. 9
  10. 10